A magia de Mary Poppins em Londres

Já faz mais de 50 anos desde que Mary Poppins apareceu nas nossas telas com sua bolsa mágica e guarda-chuva flutuante. Originalmente interpretada pela incrível Julie Andrews, e mais recentemente por Emily Blunt em O Retorno de Mary Poppins, a personagem encanta o público há décadas. Por que não nos aproximar um pouquinho mais da fantástica babá enquanto descobrimos mais um pouquinho das aventuras de Mary e a família Bank em Edwardian, Londres?

1. Se lembra do globo de neve…?

A group of friends walking in front of London's iconic St Pauls Cathedral. Credit to VisitBritain/Sam Barker

Os fans de Mary Poppins, sem dúvidas, irão reconhecer a icônica St Paul’s Cathedral no cenário da canção Feed the Birds, cantada para as crianças da família Banks pela sua nova babá mágica e o prédio visto no famoso globo de neve de Mary Poppins. A catedral londrina é tão imperdível no filme quanto nos seus passeios pela capital.

Um triunfo do design barroco inglês, o arquiteto Sr. Christopher Wren foi encarregado de projetar a catedral de St Paul’s depois do grande incêndio de Londres ter destruído boa parte da cidade em 1666. O interior da catedral, com suas variações de tons em dourado, teto hipnotizante e cúpula fascinante parecem tão mágicos quanto a bolsa de Mary Poppins.

1
St Paul's Cathedral

2. A casa onde tudo começou

Você sabia que a Chelsea house, onde P.L. Travers escreveu os livros de Mary Poppins foi reconhecida com uma “blue plaque”de Patrimônio da Herança Inglesa? (As placas azuis são um símbolo permanente para celebrar a ligação de um local com uma pessoa ou evento famoso, servindo como um marco histórico). O autor viveu na casa, que é conhecida por ter sido a inspiração visual da casa da família Bank no filme original. A placa azul reconhece sua importância para a literatura britânica e para a história de Londres.

2
50 Smith Street

3. Desfrute de uma colherada de açucar (ou duas)

A woman presenting a full plate of British scones. Credit to VisitBritain

Mary é conhecida por gostar de adicionar boas colheradas de açúcar em suas receitas, então porque não adicionar um toque de doçura no seu dia preparando deliciosos scones – um clássico britânico! Experimente essa tradição britânica de dar água na boca, e se possível, vá além, acrescente uma caneca de chá quente e uns sanduíches de aperitivo para uma experiência completa de chá da tarde.

Popular no Reino Unido desde 1800, os chás da tardes se originaram quando Anna Russel, a duquesa de Bedford, estava se sentindo com fome durante a tarde e pediu por chá, alguns pães e bolo. Logo isso se tornou o auge da moda para preencher a lacuna da fome antes do jantar, e chás da tarde aquecem tanto os corações quanto as barrigas da Grã-Bretanha desde então!

Prove a deliciosa tradição britânica seguindo nossa receita simples de scones aqui.

4. Lá ela sopra!

Você sabia que a famosa casa que mudou a vida da família Banks foi inspirada por uma casinha peculiar no norte de Londres? Localizada no tranquilo bairro de Hampstead, a casa do almirante inspirou P.L. Travers a incluir o Almirante Boom em seus livros.

Embora remeta aos anos 1700, o edifício em forma de barco ainda está de pé e permanece completo com um tombadilho no telhado. Há rumores de que em 1775, o tenente Fountain North começou a disparar canhões para celebrar vitórias navais e aniversários reais!

3
Hampstead Heath

5. Veja a cidade do alto

A bird's eye view over London including the river Thames and the Shard. Credit to VisitBritain/George Johnson

Bert levou Mary Poppins por uma chaminé até os telhados de Londres para mostrar a capital vista de cima, mas você pode contemplar a magnífica capital de uma maneira muito mais futurista, através de uma webcam online! Viaje enquanto admira a vista deslumbrante do 72º andar doShard, com vista para a London Bridge Station e o rio Tamisa. Não se esqueça de cantar "chim chiminey, chim chiminey, chim chim cher-ee" enquanto admira a capital da Grã-Bretanha, exatamente como Mary Poppins fez.

4
The Shard

6. Encomende um guarda-chuva sob medida

Qual o meio de transporte favorito de Mary Poppins? Guarda-chuvas, é claro! Embora ter um guarda-chuva voador seja só um sonho, você pode criar o seu próprio sob medida em um dos estabelecimentos históricos de artesanato fino de Londres. James Smith & Sons, bem próximo a Regent Street, projeta e fabrica guarda-chuvas sofisticados (pense em cabos de madeira esculpidos com muito requinte) desde 1830.

5
James Smith and Sons

7. Aprenda algumas gírias

Todo mundo gosta de imitar o Bert de vez em quando, então leve seu sotaque a novos patamares com algumas gírias ou rimas "cockney", oriundas do extremo leste de Londres.

Uma ótima maneira de começar a treinar é com uma saudação calorosa. Na extremidade leste de Londres, a gíria “China plate” (prato de porcelana) significa “mate” (colega), mas se você quer ser realmente autêntico, simplesmente diga “Alright me old china!” (olá, colega!). Outra expressão que você pode usar, e que em inglês faz muito sentido, é: “Adam and Eve” ao invés de “believe” (acredito), você normalmente vai ouvir londrinos dizendo “I can’t Adam and Eve it”, ao invés de “eu não acredito”, (a frase não faria sentido se traduzida para o Português, mas em inglês a fonética soa muito similar!). Outra expressão que vive no coração dos habitantes da cidade é “Barney Rubble” para dizer “trouble” (problema). Quando precisar descrever pessoas tendo uma discussão, você pode dizer “they’re having a Barney” (eles estão com um problema) e você será completamente compreendido.

24 Apr 2020(last updated)