Shoreditch: Conhecendo o lado gay descolado de Londres

Wednesday 19 September 2018

Por Otavio Furtado, Maior Viagem

Falar sobre uma região descolada em Londres, uma cidade comumente relacionada a seu clima cool e lado multicultural pode parecer estranho. Mas quando pensamos neste destino gay frequentemente só se escuta falar do clássico Soho e, mais recentemente, da agitada Vauxhall. Fato é que a Londres fervilha cultura gay por todos os lados e é igualmente interessante visitar essas regiões menos famosas e seus atrativos.

Conhecida atualmente pelo lado cutural efervescente, muito antes dos jovens artistas britânicos e pop-ups descoladas se instalarem em Shoreditch, a área já tinha uma via cultural gay intensa, muito apoiada nas cabeças mais liberais locais e suas busca de uma identidade um pouco diferenciada do padrão que percorre as ruas do famoso Soho.

Se instalava nessa região um novo centro cultural e de entretenimento LGBT que, infelizmente, vem sofrendo nos últimos anos com a especulação imobiliária, desde que a região passou a ser uma das queridinhas dos jovens cools de Londres. Mas a resistência de muitos ainda faz de Shoreditch um bairro gay em Londres, agora com outros atrativos que tornam a visita ainda mais interessante.

Um dos remanescente e mais interessantes locais para conhecer por lá é o Dalston Superstore. Uma espécie de bar/restaurante que atrai um público fiel desde o dia claro até as horas mais agitadas da noite. Coquetéis e comidas inspirados em temas locais dividem espaço com uma decoração queer, uma equipe super descolada, show de drag (mesmo de tarde) e apresentações de DJ. Mesmo assim não será complicado achar héteros frequentando o local. Diversidade e aceitação é a grande diferença de Shoreditch, um lugar em que todos afirmam ser possível demostrar carinho em público, mesmo na rua, sem receio de sofrer algum tipo de agressão.

Outro ponto imperdível é o The Glory, um pequeno mas aconchegante pub com DJs e um palco para shows de Drags. Cerveja gelada, drinques baratos e uma cena gay alternativa fazem o sucesso do local que, apesar de ter a noite mais agitada no sábado, reserva espaço em sua agenda para exibições até mesmo em dias de semana. Com muito de suas festas e apresentações gratuitas, se torna uma excelente e barata opção de divertimento de um noite genuinamente gay londrina.

Andando pelas ruas será possível encontrar até uma super loja com roupas e objetos para quem curte algo mais picante. O Gear London é um subsolo oásis para os amantes de couro e de BDSM, mas há também algo interessante seja qual for seu estilo. Um lugar liberto de pudores, uma loja de tamanho grande e um descoberta para quem não imagina que a porta pequena revela algo desse tipo.

A cultura alternativa local é um dos grandes atrativos para quem visita Shoretich. A região é famosa pelos inúmeros e coloridos painéis de street art, que você verá a todo instante ao rodar a pé as ruas. Grandes nomes de artistas de rua como Shepard Fairey, Bem Enie e Bansky dividem espaço com outro ainda não famosos. Há ainda muitos espaços de arte e cinemas independentes, que apresentam artistas emergente e filmes fora do circuito comercial. Além de uma opção diferenciada, os prédios históricos são lindos.

Se você deixar para visitar a região de Shoreditch no domingo não deixe de conferir o Brick Lane Market. Entre restaurantes indianos, cafés e brechós que tomam conta dessa pequena rua, aos domingos é possível experimentar uma saborosa comida de rua feita com influência de diferentes culturas e países, tudo isso acompanhado de música ao vivo e bebida. Outro local imperdível aos domingos é a Columbia Road Flower Market e suas cores e cheiros de dezenas de tipos de flores. Dois ótimos locais para curtir com um date. Mas se você preferir um cantinho menos agitado e com ótimas opções, procure um dos bares da Rivington Street e seus charmosos jardins a céu aberto para levar o acompanhante.

Seja para se hospedar ou para conhecer, um tour gay pela região precisa incluir o famoso Ace Hotel. A cadeia de hotéis foi criada nos Estados Unidos por três proprietários gays em 1999. Em 2013 chegou a Londres e o ambiente descontraído e uma série de eventos fez com que se tornasse fosse a hospedagem de muitos artistas da nova geração e do público LGBT. Até hoje sua programação intensa e localização atraem hóspedes ou passantes que querem curtir Shoreditch.

Fotos: Otavio Furtado

Últimos posts

8 formas de passar uma noite diferente na Grã-Bretanha

Brecon Beacons
8 formas de passar uma noite diferente na Grã-Bretanha

Fora da rota turística: experiências na Grã-Bretanha

Fora da rota turística: experiências na Grã-Bretanha

Shoreditch: Conhecendo o lado gay descolado de Londres

Shoreditch: Conhecendo o lado gay descolado de Londres

20 motivos para visitar a Grã-Bretanha

20 motivos para visitar a Grã-Bretanha

A Inglaterra de Jane Austen

A Inglaterra de Jane Austen